"O que sabemos dos lugares é coincidirmos com eles durante um certo tempo no espaço que são. O lugar estava ali, a pessoa apareceu, depois a pessoa partiu, o lugar continuou, o lugar tinha feito a pessoa, a pessoa havia transformado o lugar." (Saramago)

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Projeto Construindo a Cidadania nas Escolas



         Grande foi a expectativa ao entrar no ônibus que nos levou do Ciep Ismael Nery, Cesarão - Santa Cruz, rumo à Fortaleza de São João, no bairro da Urca (RJ).
     O trajeto foi agradável e tranquilo. Ao chegarmos no local, fomos recebidos  por um representante da Defesa Civil que nos conduziu ao auditório, onde assistimos a três palestras consecutivas com o subsecretário de Defesa Civil do Município do Rio de Janeiro Mauro Moura Motta que explicou sobre o trabalho da defesa civil e sua importância; com o comandante Luís Fernando que discorreu sobre o trabalho desenvolvido no forte( treinamento de atletas, colônias de férias etc) e sobre personalidades importantes, oficiais da marinha do Brasil, que desempenharam funções em vários esportes como atletas e preparadores físicos como o Capitão Cláudio Coutinho que serviu à seleção brasileira de futebol e, por último, a atleta de taekwondo, a medalhista Iris Tang Sing que falou sobre a sua trajetória no esporte e de como a Marinha deu suporte para que, financeiramente, ela tivesse condições de continuar. Apesar de não ter o apoio da família que achava que o taekwondo era coisa de homem, ela encontrou apoio em seu técnico que acreditou e apostou nela.






     Após as palestras, o representante da Defesa Civil nos guiou até o Sítio Arqueológico do Forte. Além da belíssima vista de alguns pontos turísticos do Rio (Pão de Açúcar, Cristo Redentor, a orla etc), conhecemos um pouco da história do Forte e de sua arquitetura.
     A visita foi produtiva em relação  à aquisição de conhecimentos, pela oportunidade de contemplar a beleza da Cidade Maravilhosa e para o crescimento dos alunos como cidadãos, partes dessa cidade e de sua história.


A Direção do Ciep agradece aos professores e alunos pela participação no projeto.

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Acabou o recesso



"Se temos de esperar, que seja para colher a semente boa que lançamos hoje no solo da vida. Se for para semear, então que seja para produzir milhões de sorrisos, de solidariedade e amizade."(Cora Coralina)


Que possamos buscar fazer sempre melhor. 
Aos nossos alunos,um bom retorno às aulas.

Equipe do Ciep Ismael Nery

Nossa Participação no FECEM




     No dia 17 de julho, ocorreu no Teatro da Cidade das Crianças Leonel Brizola, na 10ª CRE, o Festival da Canção das Escolas Municipais (FECEM). O teatro estava todo ornamentado com monumentos do Rio de Janeiro, em comemoração aos seus 450 anos.

     O FECEM é um Projeto da Secretaria Municipal de Educação (SME)  com o objetivo de mostrar as atividades musicais que são desenvolvidas pelos professores e alunos das Unidades da Rede Municipal de Ensino. Reconhece, assim, a escola como um espaço de criação musical que proporciona uma experiência artística cultural.

Plateia lotada prestigiando o evento

     Nossos alunos fizeram muito bonito. Apesar de não termos ganhado, ficamos extremamente felizes com a participação da escola no evento, que estava belíssimo. O aluno Daniel, da turma da  professora Aline Mendel, ganhou como o melhor guitarrista.


video



    A direção, juntamente com toda equipe pedagógica da nossa unidade escolar, gostaria de parabenizar o empenho dos alunos da banda e também o carinho e dedicação do estagiário do Projeto Entre Jovens, Alexandre que, além de tocar bateria, estimulou e incentivou nossos alunos, tornando possível essa bela apresentação.


terça-feira, 14 de julho de 2015

Classe Muito Especial


     A professora regente Marilene Salazar, das classes da Educação Especial DI1 e TGD1, juntamente

 com toda equipe do Ciep Ismael  Nery são altamente focados na inserção, à luz das políticas vigentes

de inclusão.
 
  Trabalhando com atividades adaptadas para melhor atender as especificidades de cada aluno.

Podendo contar sempre com a participação e o apoio dos responsáveis.








































     "Nenhuma pessoa é deficiente diante de sua própria existência, ela se mostra deficiente diante 


das exigências dos outros."


Parabéns à professora Marilene Salazar, pelo empenho e carinho, e aos seus alunos.

Equipe do Ciep Ismael Nery.





domingo, 5 de julho de 2015

Projeto Ler Faz Bem


         Educar, na atualidade, não se restringe à transmissão de conhecimentos por mais relevantes que sejam. O mundo atual exige a formação de leitores críticos que consigam compreender, selecionar e organizar as informações que circulam no mundo globalizado.
        A cada dia, percebe-se a dificuldade de o aluno desenvolver competências e habilidades que o tornem capaz de depreender as exigências de um mundo em permanente transformação. Assim sendo, a leitura é o passaporte que abrirá portas para a decifração, não só do mundo exterior, mas do mundo interior.

        O projeto Ler Faz Bem se realizará na Sala de Leitura do CIEP Ismael Nery 10.19.202  atendendo aos alunos do 6º ao 9º anos, com a participação dos professores Marilene Moreira (Língua Portuguesa), Andreza Vargas (Ciências), Marina Bressane (Ciências e Sala de Leitura) e Paulo (História e Sala de Leitura).

O projeto teve o primeiro encontro no dia 03 de julho.




O projeto Ler Faz Bem é importante porque possibilita a formação de alunos - leitores; descortinando para eles novos caminhos, entre linhas, e preparando-os para se colocarem diante de um discurso, com outros discursos prévios; gerando novos discursos.
       Através da leitura, desenvolve-se uma interação entre o leitor e o texto; contrapondo os sentidos construídos em sua vivência aos incluídos no texto. O projeto permite o acesso a temas atuais, conduzindo o leitor à capacidade de apreciação, interpretação e réplica em relação ao texto.






  • Os textos serão previamente selecionados, abordando temas atuais. Em posse dos mesmos, será feita uma leitura individual e silenciosa, depois uma leitura expressiva por um dos participantes ou leitura coletiva.
  •        Após a leitura, cada participante terá a oportunidade de expressar o que apreendeu do texto; compartilhando suas impressões e ouvindo a dos outros participantes.
  •       As atividades também serão desenvolvidas em grupo, quando terão a oportunidade de interagir e discutir suas interpretações e depois compartilharem com todos os outros grupos.



PROJETO LER FAZ BEM
Por Marilene Moreira
     Andreza Vargas
      Marina Bressane
                                                              Paulo Reis


terça-feira, 30 de junho de 2015

Alfredo Volpi



Alfredo Volpi foi artista plástico ítalo-brasileiro. É considerado um dos principais artistas da

Segunda Geração da Arte Moderna Brasileira. Ganhou destaque com pintura representando casarios

e bandeirinhas de festas juninas (sua marca registrada).

Para lembrar os festejos juninos resolvemos fazer uma releitura das obras do artista Alfredo Volpi 

para montarmos o mural.





Trabalho realizado pela turma 1606.

sábado, 27 de junho de 2015

Projeto O Antissocial

A ideia para esse projeto surgiu das diversas ocasiões em que os professores questionaram a concepção de educação dos alunos, a falta de respeito da maioria em relação às regras sociais e às regras gerais da escola. Então, a professora Marilene apresentou um livro, chamado “O Antissocial”, no qual são questionadas as atitudes mal educadas de adultos. A partir daí, pensamos: por que não reforçarmos o uso de palavras educadas, de atitudes educadas e a ideia de que se vive melhor obedecendo às regras?
            Em tempos de crise política devido à corrupção, à falta de ética e de respeito à sociedade brasileira, faz-se mais que necessário fazermos uma pausa para pensarmos em como estamos educando nossos alunos, quais valores estamos reforçando, que tipo de cidadãos eles vão ser. Por acreditarmos que a educação é a base para a mudança de postura e que ela não se restringe à instrução e ao letramento, o Projeto o Antissocial tem como objetivo mostrar que o uso de boas maneiras e a obediência às regras sociais tornam o conviver mais fácil e agradável para todos.

            A educação é, por excelência, essencialmente social e objetiva o desenvolvimento de competências e capacidades que levem a formação do ser social e, porque não dizer, sociável. Enfim, se quisermos viver em uma sociedade em que as pessoas respeitem o espaço público como sendo de todos e aos outros como a si mesmos, devemos todos usar de boas maneiras e obedecer às regras do bem viver.



OBJETIVO

            O projeto tem como objetivo:
  • ·         Trabalhar ações de boas maneiras;
  • ·         Conscientizar sobre as regras sociais e da escola;
  • ·         Refletir sobre a educação que trazem de casa;
  • ·         Melhorar a questão disciplinar dentro e fora da escola.
      Este projeto vem sendo realizado pelas professoras Beatriz Sobral, Marilene Moreira e Aline Mendel.